Dicas uteis

Como Estratificar Sementes: Aprenda Agora Mesmo

Como Estratificar Sementes: Aprenda Agora Mesmo

Como Estratificar Sementes de forma simples e bem prática. No artigo de hoje vou falar sobre a estratificação das sementes. Um termo que talvez possa parecer estranho para você nesse primeiro momento, mas uma vez que você souber do que se trata perceberá que vem realizando esse processo há anos, sem saber o nome técnico do processo.

Eu mesmo germinava sementes que precisavam ser estratificadas sem saber qual era o nome técnico do que eu estava fazendo.

E são muitas as coisas que aprendi quando criança, no que diz respeito ao pomar, eu vi isso acontecer com as pessoas mais velhas da minha comunidade. Vizinhos ou parentes.

Depois para saciar minha curiosidade procurei estudar sobre o assunto. E é com o conhecimento que adquiri nos livros que venho passar essas informações para vocês hoje.

Como Estratificar Sementes
Como Estratificar Sementes

Portanto, nós aqui do site horta em casa selecionamos algumas informações importantíssimas sobre Como Estratificar Sementes e ressaltamos que, depois de saber dessas informações você não terá mais problemas com germinação de sementes.

Uma semente é, uma essência, um embrião de planta, que contém em si todos os elementos e energia necessários para iniciar o desenvolvimento.

Para obter sucesso com a maioria das sementes, é necessário entender minimamente suas necessidades, de modo que possamos lhes dar exatamente as condições necessárias para sua germinação.

Como Estratificar Sementes:

1. Germinação das Sementes:

Germinação das Sementes:
Germinação das Sementes:

Uma vez que as sementes são formadas dentro do fruto, elas não começam a germinar imediatamente, exceto por algumas exceções, permanecendo em uma letargia que retardará o desenvolvimento até as condições necessárias para germinar. Isso evitará que as sementes germinem fora de estação, o que envolveria a morte da planta.

Uma das causas mais comuns de falha na germinação é devido ao plantio muito profundo. Uma semente tem alimento suficiente para se alimentar por um período de tempo muito limitado, e quando uma pequena semente é plantada muito profunda, ela rapidamente esgota suas reservas antes de atingir a superfície.

Outra razão para o fracasso é a irrigação. As sementes precisam de um suprimento constante de água e ar ao redor delas.

Um excesso de água fará com que o ar contido nos poros do substrato seja deslocado, afogando as raízes. Por outro lado, a irrigação insuficiente fará com que os pequenos capilares se desidratem, causando a morte do embrião ou da plântula.

2. Influência da temperatura:

Muitas sementes só germinam entre certas temperaturas. Devido ao excesso de frio, a semente consumirá suas reservas de água sem germinar e, devido ao excesso de calor, a germinação será inibida.

Felizmente, a maioria das sementes é tolerante as variedades de temperaturas, no entanto, é recomendado que elas não sofram flutuações e que a tabela de necessidades de cada espécie seja seguida como um guia.
Uma vez que a germinação tenha ocorrido, a temperatura pode ser reduzida em alguns graus, e as mudas podem ser posicionadas em um local que receba ar e luz.

3. Letargia e Latência:

A maioria das sementes de árvores e arbustos podem ser muito erráticas em sua germinação. Isso se deve à letargia das sementes, condição que impede a germinação até que as condições ideais sejam atendidas.

O método mais natural é deixar as plantas ao seu próprio destino, de modo que, uma vez superadas as condições extremas que, sem dúvida, terão que passar, elas germinarão no tempo correto.

Essa proteção pode ocorrer de múltiplas formas, coberturas duras e amadeiradas que impedem a penetração de umidade, coberturas resistentes aos ácidos dos estômagos dos animais, elementos químicos internos que causam a letargia, etc.

Dessa maneira, resistirão, por exemplo, à putrefação da polpa de uma maçã ou à ação do frio úmido na cova no inverno.

Essa letargia pode ser artificialmente quebrada, como veremos abaixo.

4.Escarificação:

Escarificação
Escarificação

Algumas sementes têm uma capa dura que protege o embrião. Estas sementes devem ser escarificadas, afim de remover esta cobertura para que a água penetre e ative a germinação.

5. Escarificação Mecânica:

Escarificação Mecânica
Escarificação Mecânica

Algumas sementes que na natureza passam sua letargia entre o húmus ativo do solo, têm uma cobertura dura que são corroídas com a ação da flora bacteriana. As árvores tropicais geralmente têm esse tipo de sementes.
O método artificial baseia-se em fazer pequenas incisões na capa com um objeto pontiagudo ou mais comumente, com algum tipo de material abrasivo (lixa, etc.)

Escarificação por Imersão:

Submergir a semente é benéfico de duas maneiras: pode amolecer a cobertura dura e também pode lavar certos inibidores químicos que impedem a germinação.

24 horas em água quente a cerca de 30-40º C será normalmente suficiente. Caso seja necessário mais tempo, a água deve ser trocada diariamente.

Certas sementes devem ser submetidas a tratamentos de imersão em água fervente ou em soluções de ácido sulfúrico para terminar o amaciamento da cobertura ou para eliminar os inibidores (o banho ácido reproduz a passagem pelo estômago).

O que é Estratificação? 

como estratificar sementes
como estratificar sementes

Estratificação é a ação de submeter uma semente a faixas específicas de temperatura, dentro de certas condições de umidade e por um período de tempo, que irá variar dependendo da espécie, para estimular ou promover sua germinação.

Ou seja, essas condições de; Umidade, temperatura e tempo combinados são aqueles que colocam em movimento uma série de mudanças bioquímicas que preparam o embrião para que o mesmo possa germinar.

Tipos de estratificação:

1. Estratificação a Frio:

É o que é feito quando as sementes precisam passar por um período frio para germinar ou para promover a germinação. Como, por exemplo, sementes de coníferas ou algumas árvores frutíferas entre muitas outras. Essa estratificação ocorre naturalmente quando as sementes são depositadas no solo protegido por folhas e terra durante o inverno.

2. Estratificação a Quente:

Creio que  seja óbvio, mas vou colocar assim mesmo. Certas sementes precisam passar por temperaturas acima de 20 graus Celsius durante um certo período de tempo. Este tipo de estratificação na natureza ocorre durante as estações primavera-verão.

3. Estratificação dupla:

É aquele que combina estratificação quente e fria. Isto é, sementes que primeiro teriam que passar por condições de alta temperatura, depois passar por baixas temperaturas e depois germinar quando as condições de temperatura subissem novamente. Seria o caso das sementes de cereja ou azevinho. Na natureza, essas condições ocorreriam durante o verão-inverno.

Como Estratificar Sementes?

Como Estratificar Sementes
Como Estratificar Sementes

A estratificação natural é aquela que ocorre quando as sementes caem no chão e sofrem diferentes variações de temperatura, dependendo das estações do ano e do clima. Permanecendo em um estado dormente por um período de tempo, em condições de umidade e temperatura que são concretas e necessárias para a semente germinar no momento certo.

Nesse caso chamamos de estratificação forçada aquela em que a mão do ser humano intervém para reproduzir as condições mencionadas anteriormente.

Ou seja, sujeitaremos as sementes que queremos germinar, de maneira forçada, durante um determinado período de tempo, a determinadas condições de temperatura e umidade, para alcançar ou favorecer sua germinação.

Geralmente quando falamos de estratificação a frio, o meio forçado consiste em organizar as sementes ao lado de um meio que retém umidade, areia ou turfa, e armazená-las em uma caixa plástica com tampa dentro do refrigerador (nunca no congelador) por um período de tempo que varia de algumas semanas a alguns meses.

As sementes pequenas podem ser estratificadas com areia de sílica úmida (nunca encharcada), formando camadas que serão depositadas em recipiente fechado hermeticamente.

estratificar sementes
estratificar sementes

Sementes grandes podem ser armazenadas na geladeira em um saco plástico, misturando uma parte de sementes por três de turfa molhada.

O recipiente em que será realizado o processo deve ser observado de tempos em tempos, garantindo que as sementes não percam a umidade (os refrigeradores secarão rapidamente a areia ou a turfa se os recipientes não estiverem bem fechados).

como estratificar sementes
como estratificar sementes

Para a estratificação a quente é necessário preparar as sementes da mesma forma (sementes mais material úmido envolto em plástico), a única diferença é que em vez de colocar os recipientes na geladeira você irá colocar em temperatura ambiente, pode ser em cima da geladeira, dentro do armário, etc.

Viu só como é fácil aprender a Como Estratificar Sementes? Para mais informações assista o vídeo a seguir.

Veja no vídeo mais Detalhes de Como Estratificar Sementes!

Em várias ocasiões, mencionei “obter ou favorecer a germinação”. Isso significa que às vezes é necessário levar a cabo essa estratificação para que as sementes germinem de forma adequada e mais rápido, mesmo que a estratificação não seja necessária, fazer esse processo (embora requeira tempo) favorece a germinação.

Exemplos de sementes que necessitam de estratificação e o período de estratificação aproximado:

  • Pêssego: 2 – 3 meses
  • Damasqueiro: 1 – 2 meses
  • Ameixa: 2 – 3 meses
  • Amendoeira: 1 – 2 meses
  • Pera: 2 – 3 meses
  • Noz: 2 – 4 meses
  • Caqui: 1- 2 meses
  • Bordo: 1 – 2 meses

Como regra geral, o tempo de estratificação varia entre um e quatro meses. Mas você pode encontrar sementes que precisam de um período mais longo.

Espero que tenham gostado do artigo de hoje, Como Estratificar Sementes. Em caso afirmativo, deixe um comentário ou compartilhe esse artigo com seus amigos.

O Site horta em casa agradece por poder informar e formar pessoas em conhecimento sobre as diversidades  dos alimentos (frutas, legumes, etc.) e de como plantá-los.

Alan costa

Sou formado em Botânica e Ciências das Plantas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, sou um amante da vida natural, é focado em sempre levar boas informações aos leitores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *