Controle de Pragas

Como Controlar Ervas Daninhas na Horta

Como Controlar Ervas Daninhas na Horta

Como Controlar Ervas Daninhas na Horta:  O controle de ervas daninhas na horta é um problema comum em todo o projeto e manutenção de uma horta. Mesmo os melhores paisagistas e jardineiros devem lidar com essas pragas persistentes.

Existem, no entanto, métodos comprovados para a redução e controle de ervas daninhas, e é sobre esses métodos que ensinam Como Controlar ervas Daninhas que o artigo de hoje fala.

Portanto, nós aqui do site horta em casa selecionamos algumas informações importantíssimas sobre Como Controlar Ervas Daninhas na Horta! E ressaltamos que, depois de saber dessas informações você não terá mais dor de cabeça com esse problema.

Como Reconhecer Ervas Daninhas na Horta? 

Como Controlar Ervas Daninhas
Como Controlar Ervas Daninhas

Por definição, uma erva daninha é qualquer planta que cresce onde você não quer que ela cresça. As flores que crescem na grama ou as gramas que crescem no canteiro de flores seriam consideradas ervas daninhas.

Há sementes de ervas daninhas em quase todos os gramados e jardins, e elas se estendem de várias maneiras. Elas podem ser propagadas ​​pelo vento, água, animais, alterações do solo que você faz, sementes de grama de má qualidade e até mesmo pelo seu próprio equipamento de jardinagem.

Muitas sementes de ervas daninhas permanecem dormentes por anos antes de começarem a crescer, já que devem atingir a superfície do solo e receber a quantidade adequada de luz solar e umidade antes de germinarem.

Existem três classificações principais de ervas daninhas:

Ervas Daninhas
Ervas Daninhas

1.Ervas daninhas anuais: 

Elas crescem normalmente e produzem sementes que morrem dentro de um único ano. Em climas mais quentes, algumas plantas anuais podem sobreviver um segundo ano. Em geral, as ervas daninhas anuais são as mais fáceis de matar.

2.Ervas daninhas bienais:

Elas vivem cerca de dois anos. As ervas daninhas bienais dedicam-se no primeiro ano ao seu desenvolvimento vegetativo e o segundo ano à floração e ao desenvolvimento da semente.

3. Ervas daninhas de plantas perenes:

Elas vivem de estação para estação e produzem sementes todos os anos.

Como Controlar Ervas Daninhas? 

Na luta contra as ervas daninhas, o elemento mais importante é promover o melhor ambiente possível para o crescimento da vegetação desejável.

Há uma variedade de condições de gramado e hortas que podem combater suas próprias práticas de controle de ervas daninhas e aumentar o potencial para o desenvolvimento dessas ervas. Algumas das praticas que podem favorecer a presença das ervas daninhas são:

  • Irrigação inadequada.
  • Adubação inadequada.
  • A compactação do solo.
  • Os insetos.
  • As doenças.
  • A má drenagem.
  • Luz do sol inadequada.
  • Desgaste excessivo do gramado.

Para reduzir os problemas de ervas daninhas, também é importante cortar a grama na altura adequada. O corte de grama muito curto diminui a capacidade da grama de proteger a terra da luz solar, o que aumenta o potencial de germinação de ervas daninhas.

O melhor momento para atacar todas as ervas daninhas é quando elas são jovens, tenras e estão ativamente crescendo.

Como Remover Ervas Daninhas à mão:

Como Controlar Ervas Daninhas
Como Controlar Ervas Daninhas com a mão 

A extração de ervas indesejadas à mão ou com ferramentas de jardinagem é a maneira mais segura, seletiva e ecologicamente correta de controlar ervas daninhas.

Você pode eliminar ervas daninhas a qualquer momento, mas imediatamente após uma boa chuva, facilita o trabalho.

Ataque as ervas daninhas assim que elas aparecerem.

Para ervas daninhas maiores com raízes extensas, como cardos e dentes-de-leão, use uma ferramenta de jardinagem, com bico fino ou plano.

Coloque a extremidade perto da base da erva e mergulhe-a o mais profundamente possível no chão. Solte o solo ao redor. Pegue a vegetação sob a coroa e remova a raiz inteira.

Como Controlar Ervas Daninhas
Como Controlar Ervas Daninhas

Se uma erva daninha desenvolveu sementes, não a adicione a uma pilha de compostagem ou você terá mais propagação.

Veja no vídeo Como Controlar Ervas Daninhas na Horta de Forma Orgânica!  

O uso de Herbicidas no Controle de Ervas Daninhas:

A remoção manual de ervas daninhas pode não ser prática em grandes gramados, hortas ou jardins ou em áreas cobertas.

Nestes casos, você pode optar por usar herbicidas. Quando aplicados corretamente, os herbicidas são muito eficazes na eliminação de ervas daninhas. Herbicidas estão disponíveis em duas categorias principais:

1. Herbicidas sistêmicos:

Que entram na planta através das raízes e folhas e se movem ao longo do interior da planta.

2. Herbicidas de contato:

Esses matam de fora para dentro. Eles atacam as partes expostas da planta, matando as ervas daninhas, reduzindo sua capacidade de se alimentar através da fotossíntese.

Dentro dessas duas categorias, os herbicidas também podem ser seletivos ou não seletivos:

3. Herbicidas seletivos:

Quando eles são aplicados de acordo com as instruções do fabricante, eles matam apenas certas plantas. Um bom exemplo de um herbicida seletivo é um herbicida de gramíneas projetado especificamente para a remoção de plantas de folhas largas.

Estes produtos eliminam ervas daninhas sem matar o gramado estabelecido no qual as ervas daninhas crescem.

4. Herbicidas não seletivos:

Matam plantas sem critério. Eles vão matar todas as plantas que entrarem em contato com ele. Você pode usar esses produtos, por exemplo, ao preparar uma área para semear ou ao tentar plantar um novo gramado.

Através do seu uso, toda a vegetação viva, incluindo plantas com problemas, desaparecem indiscriminadamente, dando-lhe a oportunidade de começar do zero seu novo plantio na horta.

Finalmente, existem os herbicidas pré-emergentes ou pós-emergentes.

1. Herbicidas pré-emergentes:

São projetados para aplicação antes de germinar ervas daninhas específicas, e são um método preventivo e eficaz para o controle de plantas daninhas.

2. Herbicidas pós-emergentes:

Estabelecem uma barreira química que não mata plantas estabelecidas, mas impede que as ervas daninhas cresçam com sucesso.

A barreira protetora quebra em seis a oito semanas. O uso de um herbicida pré-emergente, portanto, requer um tempo adequado para ser efetivo, aplicando-o bem no início da estação ou muito tarde não pode dar os resultados que desejamos.

Tenha em mente que herbicidas pré-emergentes podem danificar algumas plantas ornamentais que você tem em seu jardim, horta ou mesmo gramados. Como sempre, leia e siga as instruções do fabricante.

Os herbicidas pós-emergentes são projetados para atacar as ervas daninhas que já estão estabelecidas e crescendo em sua horta.

Aplique este tipo de herbicida pós-emergente na estação de crescimento, depois que as ervas daninhas foram estabelecidas, mas antes de terem deixado suas sementes.

O momento da aplicação dos dois herbicidas é crítico. Aplicar tarde demais ou muito cedo é basicamente uma perda de tempo que resulta na eficácia do herbicida.

Muitos dos produtos populares para o cuidado do gramado contêm fertilizantes e herbicidas, que são liberados no momento apropriado. Leia atentamente a embalagem desses produtos prestando atenção à lista de ervas daninhas contra as quais eles podem agir.

Siga as instruções na embalagem quanto a roupas, equipamento de proteção, procedimentos de aplicação e sistemas de segurança apropriados antes de iniciar a proteção e o uso do produto.

Uso de Herbicidas
Uso de Herbicidas

Dicas de Como Controlar Ervas Daninhas com Herbicidas:

Lembre-se desses pontos importantes ao usar herbicidas para controlar ervas daninhas:

1- Leia todos os rótulos dos herbicidas. Descubra se é um herbicida seletivo ou não seletivo.

2- Marque as plantadeiras, vasos e até recipientes nos quais você usou esse tipo de herbicida. Marque também com marcador permanente os borrifadores ou sprinklers e até os pulverizadores, que você usar no trabalho de aplicação desses herbicidas, e mantenha-os separados das áreas de irrigação do seu jardim ou horta.

3- Não corte o gramado ou realize a poda antes de aplicar o produto.

4- Concentre-se em plantas jovens e seu crescimento ativo. Aplique herbicidas às plantas mais jovens para impedir o crescimento desenfreado das ervas daninhas. Plantas mais maduras podem exigir produtos químicos mais fortes ou várias aplicações.

5- Certifique-se de que as plantas que você deseja manter estejam maduras o suficiente para suportar os efeitos do produto químico. E tenha uma consideração especial com aquelas plantas que são menos grandes ou maduras, porque podem não ser capazes de lutar contra os efeitos da maioria dos herbicidas.

6- Você pode tratar grandes áreas com um acessório especial para espalhar o herbicida. Você também pode aplicar herbicidas granulares com um espalhador.

7- Depois que as plantas germinam, o tratamento localizado é a melhor opção para evitar danos químicos às plantas desejáveis.

8- Evite a aplicação de produtos químicos em dias de alto ar (excesso de ventos). A substância química pode desviar ou viajar através de plantas e flores desejáveis, matando-as.

9- Não corte o gramado ou realize a poda por vários dias após a aplicação do herbicida. Isso dará às plantas tempo para absorver o material químico, limitando o contato com ele.

10- Não se livre de ervas daninhas e estacas ou deixe-as onde elas podem se espalhar para outras áreas de plantio

Como usar os Herbicidas com Segurança:

Herbicidas podem ser eficazes no controle de ervas daninhas, mas tenha cuidado ao manusear esses poderosos produtos químicos de forma adequada e segura. Por razões de segurança e para ver o máximo de benefícios do produto, você pode seguir a seguinte lista:

1- Siga cuidadosamente as instruções do fabricante para herbicidas, incluindo aqueles para uso, segurança, vestuário, equipamento de proteção, armazenamento e descarte. O não cumprimento das recomendações do fabricante pode aumentar os riscos associados ao uso de produtos químicos e reduzir sua eficácia.

2- Use sempre luvas adequadas para o herbicida que estiver usando, além de calças compridas, camisa de mangas compridas, botas de borracha e qualquer equipamento de segurança especificado pelo fabricante do herbicida na aplicação desses produtos químicos. Lave todas as roupas após o uso.

3- Certifique-se de usar apenas a quantidade recomendada de herbicidas para evitar o acúmulo de aquíferos que podem prejudicar o meio ambiente.

4- Após a aplicação, mantenha, se tiver, crianças e animais de estimação fora da área tratada de acordo com as instruções do produto.

5- Armazene os produtos químicos em um local fresco, seco e escuro, fora do alcance das crianças.

Como usar os Herbicidas com Segurança
Como usar os Herbicidas com Segurança

Como Controlar Ervas Daninhas Durante as Estações do Ano: 

Início da primavera: inspecione seu gramado e horta à medida que a primavera se aproxima e, em seguida, decida sobre o tratamento.

Final da primavera: No meio da estação de crescimento, determine quais ervas daninhas retornaram e repita a aplicação do herbicida ou remova seletivamente as ervas daninhas com herbicidas ou manualmente.

Outono: Se você estiver usando o herbicida, tratar sua grama pela última vez com um herbicida geral será uma boa ideia após a colheita final. Remova as ervas daninhas grandes com a mão para garantir que elas não sobrevivam durante o inverno.

Observação: 

Como sempre prezamos o cultivo de uma horta 100% orgânica não gostamos muito de recomendar produtos químicos para usar na horta, contudo às vezes não há outra forma de controlar o crescimento de seres indesejáveis em nossas plantações.

Além disso, se for possível fazer o controle de ervas daninhas de sua horta da forma mais natural possível (removendo as plantas manualmente pela a raiz ou com auxilio de uma ferramenta), o faça.

Contudo, se for usar os herbicidas faça antes de plantar suas culturas com o terreno ainda limpo, pois isso irá diminuir a presença de produtos químicos nocivos em sua colheita final.

Veja no Vídeo mais detalhes de Como Controlar Ervas Daninhas sem o uso de Venenos! 

O Site horta em casa agradece por poder informar e formar pessoas em conhecimento sobre as diversidades  dos alimentos (frutas, legumes, etc.) e de como plantá-los.

Alan costa

Sou formado em Botânica e Ciências das Plantas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, sou um amante da vida natural, é focado em sempre levar boas informações aos leitores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *